Rolling Stone Country
Sertanejo » Política

Zezé Di Camargo declara apoio a Bolsonaro e critica movimento 'Ele Não': 'Coisa absurda'

O sertanejo disse que votaria novamente em Jair "sem sombra de dúvidas"

Redação Publicado em 20/05/2020, às 13h37

O cantor disse que os artistas devem falar sobre política
O cantor disse que os artistas devem falar sobre política - Foto: Reprodução/Instagram

Zezé Di Camargo, dupla de Luciano, resolveu se pronunciar sobre a atual situação política do país. Em uma entrevista publicada pela jornalista Fábia Oliveira, nesta quinta, 20, o cantor defendeu os artistas que declaram apoio a políticos.

"Os artistas têm que se posicionar, sim, e colocar a posição dele sem medo de errar. Temos que ter nossas opções e mostrar o que pensamos. Fica muito fácil se esconder atrás de um escudo... ‘Eu sou artista e não posso opinar’, muitos pensam. E aí as pessoas não vão saber quem você é verdadeiramente e o que você pensa. Os artistas têm que opinar, sim, e claro, se não se sentir à vontade de não fazer campanha, não faz. Eu sou sempre a favor das pessoas se politizarem, de saber o que é política para saber exatamente quando for cobrar e saber o que está falando.", disse. 

+++Leia Mais: Zezé Di Camargo anuncia 2 projetos paralelos à carreira com Luciano: 'Temos que nos reinventar' [EXCLUSIVO]

Durante as eleições para presidente em 2018, o sertanejo declarou apoio a Jair Bolsonaro e ao ser questionado se votaria de novo, confirmou o voto. "Eu votaria novamente no Bolsonaro sem sombra de dúvidas".

Zezé criticou os artistas que se declaram contra o até então candidato Jair Bolsonaro e o movimento “Ele não”. Para o noivo de Graciele Lacerda,  isso foi um dos motivos que levaram Bolsonaro à presidência. 

+++Leia Mais: Zezé Di Camargo & Luciano anuncia nova live: "Que tal cantarem 'Tudo de Novo' por causa da Cardi B?", diz fã

“Foi uma coisa absurda, fizeram uma campanha ferrenha contra um candidato que não agradava uma certa classe artística e fizeram um corpo a corpo. Acho que aquilo até motivou algumas pessoas a votarem exatamente contra aquele que a maioria do meio artístico pregava.”, disse. 

O sertanejo afirma ter errado quando apoiou o ex-presidente Lula e acreditava que seria o melhor para a população. "Fiz até campanha porque acreditava na mudança da política, da estrutura, mas a gente não tem bola de cristal e não dá para adivinhar."

+++Leia Mais: Eduardo Costa defende César Menotti após polêmica com 'bacon' e Dado Dolabella: 'Quem é esse rapaz?'

Siga a @RSCountryBR nas redes sociais e não perca nada do universo country e sertanejo.