Rolling Stone Country
Sertanejo » Em alto mar

Wesley Safadão faz show em alto mar de 7 horas de duração e anuncia novo cruzeiro em 2020

Novo cruzeiro será em 28 de dezembro e um navio maior, o MSC Preziosa

Felipe Branco Cruz Publicado em 25/11/2019, às 18h52

O cantor Wesley Safadão se apresenta no segundo cruzeiro temático
O cantor Wesley Safadão se apresenta no segundo cruzeiro temático - Fotos: Divulgação/GoNetwork

O dia amanheceu, o sol ficou forte e nem Wesley Safadão nem as 4.353 pessoas que participaram do cruzeiro temático do artista arredaram o pé do deck principal do navio MSC Fantasia. No show, Wesley bateu o próprio recorde do cruzeiro do ano passado e cantou mais de sete horas ininterruptas, entre 3h da manhã até às 10h15.

O artista anunciou ainda que cruzeiro de 2020 está marcado para ocorrer entre os dias 28 de novembro e 1 de dezembro, só que desta vez será no navio MSC Preziosa. Em entrevista à Rolling Stone Country antes do show, Safadão disse também que Marília Mendonça está confirmada para a próxima edição e que ele gravará um DVD ao vivo no cruzeiro.

A cantora seria uma das atrações deste ano, mas precisou cancelar por conta da gravidez. "As pessoas que queriam ver a Marília Mendonça no cruzeiro do Safadão poderão ver em 2020. Ela já está confirmada", contou Wesley Safadão.

+++Leia Mais: "A fama nunca foi uma ambição", diz Zé Neto & Cristiano sobre sucessos no sertanejo

Com tantas horas de show, o cantor teve tempo para tocar os principais hits de seu repertório e ainda homenagear alguns artistas. Quando estava cansado, pedia ajuda para os colegas da banda enquanto tomava uma água. Léo Santana também ajudou Safadão fazendo uma participação especial no show.

Com o dia amanhecendo, Wesley pediu desculpas aos torcedores dos outros times e tocou o hino do Flamengo, que ganhou neste final de semana a Copa Libertadores e o Campeonato Brasileiro. "Eu sei que futebol e política não se discute. Mas o Flamengo...", brincou o cantor.

A apresentação contou ainda com um momento de homenagem a Gabriel Diniz, que morreu em maio deste ano. Diniz foi uma das atrações do primeiro cruzeiro do Safadão, que navegou no ano passado. "Com certeza, se ele estivesse vivo, estaria aqui com a gente. Eu sempre lembro dele. Ele me ensinou muitas coisas", disse o cantor.

+++ Leia Mais: "Todos os dentes da minha boca amoleceram", relembra Gusttavo Lima sobre quando pegou salmonela

"Não sou de ferro"

Safadão contou que uma conjuntivite que pegou este ano fez ele perceber que "não é de ferro". "Eu penso sim em diminuir a quantidade de shows. Se hoje eu faço 20, posso começar a fazer 10. Mas eu gosto de trabalhar. Se eu for fazer 10, vou fazer valer por 20. Eu amo o que faço", afirmou.

Mesmo com o sucesso do cruzeiro deste ano, Wesley Safadão descartou a possibilidade de fazer um cruzeiro internacional. "Já botamos essa ideia na pauta, mas somos pé no chão e trabalhamos dentro da nossa realidade. Essas coisas não dependem da gente", disse. O cantor afirmou, no entanto, ter interesse em fazer um novo cruzeiro no Nordeste, porém ainda não há nada confirmado.

O WS On Board partiu do porto de Santos neste sábado e navegará pelo litoral brasileiro até terça, 26, quando retorna ao local de partida. A Luan Promoções e Eventos e a PromoAção foram as parceiras dessa segunda edição do WS On Board.

Além de Wesley Safadão, também se apresentaram Léo Santana, Zé Neto & Cristiano, Vintage Culture, Bell Marques, Rafa Mesquita, Aldair Playboy, Jopin, Eric Land e Tirullipa.

 

Siga a @RSCountryBR nas redes sociais e não perca nada do universo country e sertanejo.