Rolling Stone Country
Sertanejo » Preconceito

Semifinalistas do The Voice Brasil, dupla Angelo & Angel é impedida de embarcar em voo da Gol

Irmãos acusaram a companhia aérea de preconceito

Redação Publicado em 31/01/2020, às 15h30 - Atualizado em 03/02/2020, às 08h49

Companhia suspeitou que cartão usado na compra das passagens de Angelo e Angel era clonado
Companhia suspeitou que cartão usado na compra das passagens de Angelo e Angel era clonado - Foto: Divulgação

Na última segunda, 27, a dupla Angelo & Angel foi impedida de embarcar em um vôo da Gol saindo do aeroporto de Confins, MG, com destino a Santa Catarina. Com horário de viagem marcado para 6h15, os cantores só conseguiram embarcar horas depois e acusam os funcionários da empresa aérea de preconceito e prejulgamento. 

Angelo e Angelforam impedidos de embarcar ainda no check-in. O motivo foi que cartão de crédito usado para comprar as duas viagens poderia ter sido clonado. "Foram feitos vários questionamentos como: quem comprou a passagem, qual o endereço do titular do cartão de crédito, qual destino e por aí vai", disse assessoria da dupla.

+++Leia Mais: Angelo & Angel lança versão de "Mamacita" com a banda Filhos de Jorge

Mesmo passando todas as informações solicitadas, os cantores não conseguiram pegar o avião, pois a Gol não emitiu os cartões de embarque.

A situação gerou um constrangimento e impediu Angelo e Angel de cumprirem os compromissos de trabalho que tinham em Santa Catarina. A assessoria dos artisntas ainda informou que nenhum outro passageiro no embarque passou pela mesma situação.

Procurada pela Rolling Stone Country Brasil, a assessoria da GOL disse que "não compactua com quaisquer atitudes discriminatórias e preza pelo respeito e pela valorização das pessoas". 

Leia na íntegra a resposta da GOL:

Na última segunda-feira (27/1), os Clientes não puderam fazer o check-in no aeroporto de Confins (Belo Horizonte), antes da verificação dos documentos fornecidos na compra do bilhete, já que nenhum dos três envolvidos era titular do cartão de crédito utilizado. Com isso, foi exigido o acionamento de procedimentos de checagem de informações, descritos no contrato de transporte aéreo (https://www.voegol.com.br/pt/contrato-de-transporte-aereo), explicitados no artigo 1.3, item XIII.

Reforçamos que a prática não tem qualquer ligação com atos de racismo, é uma política de segurança aplicada em casos em que a compra é efetuada com cartão de crédito de terceiros.

Após a confirmação destes dados com o titular pagante, a Companhia realizou a acomodação dos Clientes no próximo voo disponível no mesmo dia, sem custos adicionais.

Siga a @RSCountryBR nas redes sociais e não perca nada do universo country e sertanejo.