Rolling Stone Country
Sertanejo » O show deve parar

Lauana Prado faz declaração apoiando a #BlackoutTuesday: 'Não dá mais para ver vidas serem ceifadas e não demonstrar repúdio'

A cantora disse que o momento de resistência será histórico e poético

Redação Publicado em 02/06/2020, às 16h26

Lauana Prado
Lauana Prado - Reprodução/ Instagram

Lauana Prado posicionou-se em respeito à #BlackoutTuesday. O movimento toma as redes de grandes nomes da música ao redor do mundo que estão se comprometendo a não postar outros conteúdos para que fosse um de reflexão para com as pautas sociais. 

+++ Leia Mais: Lauana Prado se emociona ao ser a terceira mulher mais ouvida nas rádios do Brasil: "Nunca vou me acostumar em ver um ranking desses com meu nome"

"'Ninguém nasce odiando ninguém e se fomos ensinados a odiar também podemos aprender a amar', já dizia Mandela, com as mais doces palavras. O ser humano aprendeu a odiar, ensinou milhares de gerações e criou uma redoma doentia de violência em torno das diferenças humanas, sobretudo a racial. Sabemos que se trata de uma luta histórica que eu - e talvez você que está lendo isso - na melhor intenção de empatia, nunca vamos conseguir viver", disse a cantora.

+++Leia Mais: Show 'Verdade', de Lauana Prado, agora está disponível em streaming: 'Ê, saudade!'

"Mas não é porque eu não tenho a pele negra que essa luta não é minha. Aliás, eu tenho sim. Todos nós temos. Nossa raiz é negra. Não dá mais para ver vidas serem ceifadas e não demonstrar repúdio. Isso precisa parar e não podemos ficar em silêncio. Toda onda de violência tem que ser combatida agora. Essa luta é nossa porque o amor nos une e nos faz iguais. Somos George Floyd, João Pedro, Marielle e todos aqueles que lutam a milhares de anos pelo respeito e igualdade. Vamos resistir, e nossa resistência será histórica. Mais que isso... será poética", completou.

 

Siga a @RSCountryBR nas redes sociais e não perca nada do universo country e sertanejo.