Rolling Stone Country
Sertanejo » Rodeio

Com câncer terminal, Asa Branca diz estar arrependido de ter maltratado animais em rodeios

Asa Branca foi um dos maiores locutores de rodeio do Brasil

Redação Publicado em 07/10/2019, às 08h37

O locutor de rodeios Asa Branca
O locutor de rodeios Asa Branca - Foto: Reprodução/Rede TV

Waldemar Ruy dos Santos, o Asa Branca, 57, foi um dos maiores locutores da história dos rodeios no Brasil, mas agora está arrependido de ter participado de eventos onde ocorreram mal tratos com animais.

A informação foi publicada pela revista Veja, que acompanhou a visita que o cantor Sérgio Reis fez à casa do locutor, em Guarulhos. Asa Branca é portador do vírus HIV, tem oito válvulas na cabeça e está em fase terminal de um câncer na garganta e na base da boca.

No auge da carreira, segundo a revista, Asa Branca faturava R$ 300 mil por mês em cachês, além de ter namorado famosas como Alexia Dechamps e Isadora Ribeiro.

Agora, o locutor diz estar pagando o preço por ter maltratado e participado de eventos cruéis com os animais.

"Estou pagando toda a dor que causei e incentivei os outros a causar nos bichos dos rodeios", disse à revista. "Dos rodeios grandes aos pequenos, a festa era de alegria para o público, mas de dor e sofrimento para os bichos", contou Asa Branca.

Em entrevista ao programa "Balanço Geral SP", ele contou que, quando foi diagnosticado com câncer, ele se lembrou dos mal tratos que ele tinha feito com os animais, inclusive com choques em touros para que eles pulassem mais.

"Eu não critico o rodeio. Hoje modernizou. As esporas são de borracha. Eu tenho 35 anos ganhando a vida no rodeio, jamais criticaria", afirmou.

Siga a @RSCountryBR nas redes sociais e não perca nada do universo country e sertanejo.