Rolling Stone Country
Sertanejo » Live

Artistas sertanejos buscam novo formato de lives para o mercado não ficar saturado na pandemia; entenda

O público acompanha há quatro meses shows virtuais, assim, os cantores buscam se inovar nas transmissões

Redação Publicado em 20/06/2020, às 16h00

Gusttavo Lima foi o idealizador do formato das lives
Gusttavo Lima foi o idealizador do formato das lives - Foto: Reprodução/Facebook

Há cerca de quatro meses, os artistas e fãs do sertanejo descobriram as lives, ou seja, shows transmitidos pelas plataformas digitais. Tudo começou com o cancelamento de eventos após a proliferação do vírus Covid-19. 

Somente em abril, o público pode acompanhar mais de 50 apresentações e muitos sertanejos já se apresentaram mais de duas vezes desde o início da pandemia. Há shows nas plataformas digitais todos os dias e a partir de quinta, os artistas disputam o melhor horário, pois há mais de uma apresentação ao mesmo tempo. 

+++Leia Mais: Calendário das lives sertanejas: datas e horários para não perder os shows online

No ínicio de tudo, o formato de lives ainda estava em construção e o público descobrindo o novo modo de assistir aos shows, assim, Marília Mendonça, Jorge & Mateus e Gusttavo Lima quebraram recordes internacionais, chegando a 3 milhões de espectadores simultâneos. 

Contudo, depois de quatro meses, o formato já está ficando saturado e os artistas estão tendo que se reinventar a cada apresentação.

O cenário foi uma das modificações necessárias. A princípio, tudo era feito na casa dos artistas e com poucas produções. Agora, é difícil escolher quem prepara a maior e melhor  produção.

+++Leia Mais: "Mundo pós pandemia': mercado cultural terá que se adaptar à nova rotina dos sertanejos

Zé Neto & Cristiano se apresentaram diretamente da arena da Festa de Peão de Barretos, local que comporta até 50 mil pessoas e contaram com a ajuda de iluminação e fogos de artifício. Luan Santana preparou também um cenário digno de gravação de DVD para o show transmitido canais de televisão Globo e Multishow, no Youtube e na plataforma de streaming GloboPlay.

Shows colaborativos estão sendo a nova aposta dos artistas sertanejos. Muitos nomes já anunciaram que irão dividir a transmissão com outros cantores. Marília Mendonça e Maiara & Maraisa alcançaram as primeiras colocações entre os assuntos do Twitter com a live ''Patroas'', assim como Naiara Azevedo, Lauana PradoSolange Almeida e Joelma no ''Festival 360''. 

+++Leia Mais: Sertanejos são reféns do gosto popular e se adaptam aos pedidos dos fãs [Análise]

Gusttavo Lima, o idealizador do formato live, já anunciou um show com participação deFelipe Araújo e Jonas Esticado. 

Outra forma de atrair o público é a realização de sorteios de carros e dinheiro durante as transmissões. Funciona assim: é necessário realizar a doação de uma quantia para ações filantrópicas e a pessoa recebe um ‘ticket’ que pode ser sorteado na distribuição de prêmios. Além de ajudar na arrecadação de doações, os sertanejos conseguem alcançar a parcela do público que cobiça a conquista.  

A previsão é que os shows não voltem até a criação de uma vacina contra o novo coronavírus, até lá, os artistas terão que criar diversas formas de entreter público para que o mercado musical não fique saturado. 

+++Leia Mais: Shows drive-in: o próximo passo para a evolução das lives sertanejas na pandemia

 

Siga a @RSCountryBR nas redes sociais e não perca nada do universo country e sertanejo.