Rolling Stone Country
Entrevistas » Gustavo Mioto

Solteiro, Gustavo Mioto grava DVD e diz que letras são indiretas para outras pessoas

Cantor separou-se recentemente da apresentadora Thaynara OG

Lais De Lamare Publicado em 03/11/2019, às 07h00

O cantor Gustavo Mioto
O cantor Gustavo Mioto - Foto: Divulgação

As músicas de Gustavo Mioto parecem contar a história de sua vida. Solteiro desde agosto, quando se separou da apresentadora Thaynara OG, ele é dono de hits sugestivos como “Solteiro Não Trai”, “Anti-Amor”, “Péssimo dia Pra Ser Minha Ex” e “Com ou Sem Mim”. 

Em entrevista à Rolling Stone Country Brasil, Mioto afirmou que as músicas sempre são indiretas para alguém ou inspiradas em algum caso da vida real, mas não revelou se as escreveu pensando em Thaynara OG. 

Neste domingo, 3, sem Thaynara ao seu lado mas com a parceria dos amigos Wesley Safadão e Xand Avião, Gustavo vai registrar ao vivo, no Festival Jangadeiro, em Fortaleza, todas essas canções que depois serão lançadas em DVD. “É muito massa ter no meu DVD esses dois caras que são referência na música nacional”, disse o cantor. 

+++Leia mais: Maiara & Maraisa lança "Minha Pessoa Errada", 2° música de novo projeto

Gustavo, que é paulista de Votuporanga, contou também sobre a escolha do Nordeste como cenário para a gravação do DVD. “Fortaleza foi o primeiro lugar que me abraçou com muito carinho. Agora quero retribuir o sentimento para todos os fãs que me acolheram da mesma forma”.

Confira a entrevista:

Na sua nova música “Péssimo Dia Pra Ser Minha Ex” há alguma história em especial que você quis contar?

Gustavo Mioto: Acho que todas as minhas músicas têm alguma história especial sendo contada. Acredito que todas contem a história de alguém. Todo mundo já quis dizer: “Cara, quero que você seja feliz com ou sem mim”. Ou alguém já quis dizer: “Hoje, realmente, eu estou foda. Hoje, realmente, é um péssimo dia para ser minha ex”. Então, acho que tudo isso vem do que eu ouço da galera. Vem do que a galera tem vontade de falar, mas ninguém nunca tinha escutado.

Você acha que as letras das músicas sertanejas são usadas como indiretas para alguém?

Acho que 100% das vezes a gente pensa em uma indireta ou em alguma coisa que as pessoas estão vivendo. Sai na frente quem achar a coisa mais detalhada. “Impressionando os Anjos” tem muitos detalhes, muitas coisas específicas que achamos que a galera não ia se identificar tanto e acabou se identificando muito. Sai na frente quem busca mais detalhes mas, com certeza, 100% das músicas sertanejas são uma indireta ou algo que a pessoa está vivendo. 

Você é de Votuporanga, em São Paulo. Por que a escolha de Fortaleza como o cenário do novo DVD?

Eu escolhi o Nordeste. Fortaleza foi o primeiro lugar que me abraçou com muito carinho. Agora quero retribuir o sentimento para todos os fãs que me acolheram da mesma forma.  

Como é ter a presença de Wesley Safadão e Xand Avião no DVD?

Não teremos outras participações, são só os dois. É muito massa ter dois caras que são referência na música nacional na casa deles, em Fortaleza.

Você já anunciou algumas das músicas inéditas do novo trabalho, mas sucessos antigos como “Anti-amor” e “Solteiro Não Trai” também estarão no repertório?

Tem que ter, né? Acho que a galera espera por isso. Um disco todo inédito é comprido demais e a gente não consegue aproveitar tudo. Vai ser meio a meio, metade inédita, metade regravação. Teremos “Anti-Amor”, “Coladinha em Mim”, “Fake News”, “Solteiro Não Trai”.

Você também é compositor. Como é seu processo de criação?

Gosto de compor as músicas e falar o que eu quero falar. Gosto de participar da produção também. Confio muito no nosso produtor. Para mim, ele é o melhor do Brasil mas, às vezes, temos divergências de opinião. Temos as ideias juntos e a gente contribui um com o outro. Eu falo o que eu penso e ele fala o que ele pensa, assim conseguimos nos ajudar muito mais


Siga a @RSCountryBR nas redes sociais e não perca nada do universo country e sertanejo.