Rolling Stone Country
Entrevistas » Crítica

Com superprodução, Enzo Rabelo cria parque de diversões em show em SP

Filho do Bruno, da dupla com Marrone, Enzo se apresentou para 3 mil pessoas no Espaço das Américas

Laís de Lamare Publicado em 12/11/2019, às 09h56

Enzo Rabelo em apresentação no Espaço das Américas
Enzo Rabelo em apresentação no Espaço das Américas - Foto: Divulgação

“Iti Malia”, o hit fofo com mais de 19 milhões de visualizações no YouTube, resume o mundo encantado que o cantor sertanejo, Enzo Rabelo, 11 anos, proporcionou no último domingo, 10, para 3 mil pessoas no Espaço das Américas, em São Paulo. “É mais um sonho realizado aqui. Quero agradecer muito aos meus fãs e à Deus”, disse Enzo à Rolling Stone Country Brasil antes fazer o show.

++ Leia Mais: Enzo Rabelo, filho de Bruno, da dupla com Marrone, lança o single "Serumaninho"

No palco, Enzo se divertiu em meio a um cenário que transitava entre o real e o lúdico. Com um balé de mágicos, roda gigante e muitas cores, o menino cantou todos os sucessos que o tornaram conhecido, como “Meio Caminho Andado”, “Calma”, “Tijolinho”, “Famosinha” e “Perfeitinha”. Enzo interpretou ainda faixas de Marília Mendonça, Gustavo Lima, Luan Santana, Matheus & Kauan, Jorge & Mateus e dedicou um momento especial para as canções da dupla do pai, Bruno & Marrone.

A apresentaçãou contou ainda com a participação especial da irmã gêmea, Duda Rabelo, que interagiu no palco durante as músicas “Famosinha” e “Perfeitinha”. “Minha irmã quer ser atriz, então a gente decidiu fazer o clipe ‘Perfeitinha’ com ela e foi muito legal”, disse Enzo sobre a participação da irmã. O cantor Zé Felipe, filho do sertanejo Leonardo, também marcou presença e juntos eles cantaram “Tijolinho”.

Público lotou o Espaço das Américas para assistir ao show de Enzo Rabelo - Foto: Divulgação

 

Momento Família

De família para família. Enzo faz um sertanejo diferente que alcança pais e filhos. A começar pelos próprios pais. Na primeira fila era possível ver o cantor Brunoacompanhado da esposa Marianne, orgulhosos e registrando todos os momentos.

O restante da plateia de Enzo também era formada por famílias. Foi o caso de Miguel, de 5 anos, que mesmo com o braço quebrado viajou de Campinas com a família só para ver o show do cantor. Os pais da criança, a empresária Simara e o engenheiro Emerson, contaram que o garoto estava ansioso para a apresentação e que, por causa do filho, também se tornaram fãs do Enzo. 

+++Leia Mais: Parece que foi ontem! As 10 músicas sertanejas que fizeram sucesso em 2009

Enzo Rabelo transformou o palco do Espaço das Américas em parque de diversões - Foto: Divulgação

 

Novas Aventuras

No clima de parque de diversões, Enzo Rabelo criou um mundo de imaginação durante o show e até se transformou em DJ. Versões remixadas das músicas “Tijolinho” e “Iti Malia” fizeram do local uma grande festa com a criançada da plateia. Enzo até fez mixagens em uma mesa de som e brincou com um jato de fumaça.

“Eu gravei uma música chamada 'Famosinha' que não é um funk, mas tem uma batida. Mas não pretendo mudar, eu não quero mudar, quero ficar com o sertanejo, mas às vezes cantar músicas de outros estilos", disse Enzo sobre se aventurar em outros estilos musicais.

Enzo cantou os principais sucesos, como "Tijolinho" e "Perfeitinha" - Foto: Divulgação

 

De filho para pai

Enzo incluiu no repertório várias canções conhecidas do cenário sertanejo, porém um momento especial da apresentação foi dedicado às músicas de sucesso da dupla Bruno & Marrone, em homenagem ao pai, Bruno, integrante da dupla.

Rabelo, que pouco conversou com a plateia durante o show, parou por alguns minutos para dizer que o pai, mesmo não o incentivando a começar na música, o apoia nas decisões. Se hoje ele vive o sonho, é pela ajuda que tem do pai. 

Assista ao clipe de "It Malia"

Repertório

  1. Iti Malia
  2. Todo Mundo Vai Sofrer
  3. Tijolão
  4. Cem Mil
  5. Ligação Urbana
  6. O Nosso Santo Bateu
  7. Dona Maria
  8. Iti Malia
  9. Meio Caminho Andado
  10. Perfeitinha
  11. Vou Ter Que Superar
  12. Ser Humano ou Anjo
  13. Meu Abrigo
  14. Calma
  15. Bruninho Jogo do Amor
  16. Jenifer
  17. Famosinha
  18. Pesadão
  19. Brisa
  20. Iti Malia Remix
  21. Tijolinho Remix
  22. Por um Minuto
  23. Deixa
  24. Cobaia
  25. Bye Bye
  26. Bad Bater
  27. Contratado da Marvel
  28. Tijolinho
  29. Dormi na Praça
  30. Iti Malia

+++Leia Mais: 8 músicas sertanejas que não faltam em nenhum show e todo mundo sabe cantar


Ping-Pong com Enzo

Como é para você fazer o segundo grande show da carreira?

É mais um sonho realizado aqui, porque eu já vi muito meu pai cantando, vim aqui várias vezes para ver clássicos, ver o meu pai cantando aqui, então é um sonho realizado. Eu quero agradecer muito aos meus fãs e a Deus.  

Com 11 anos, você já canta para adultos e crianças. Como encara essa responsabilidade?

Sim, porque as crianças dependem dos pais para levá-las a qualquer lugar. Esse carinho que as crianças tem comigo, os pais pegam também e isso para mim é muito legal. Eu tento alegrar as famílias, o Enzo é para as famílias.

Você também escreve as suas músicas?

Escrevo. Eu escrevo várias músicas, pop também. Nós temos uma que se chama “O Vento” no canal do YouTube, e está também no nosso EP, e eu a fiz sozinho.

O seu pai é um grande sucesso da rádio e o seu forte é a internet. Você acha que é pelas diferentes gerações?

Cada artista tem um forte, né? O meu é mais na internet sim. "It Malia" pegou mais a internet mesmo, mesmo sem ser alimentada com dinheiro, e está bombando graças a Deus. Nós temos várias visualizações, só "Tijolinho" está com mais de 300 milhões, mais que o Brasil inteiro.

E sobre novos rumos na música, você pensa em se aventurar em outros estilos? Ir para o funk?

Não penso em ir para o funk, mas penso, sim, em experimentar algo novo. Eu gravei uma música chamada “Famosinha”, que não é um funk, mas tem uma batida. Não pretendo mudar, eu não quero mudar, quero ficar com o sertanejo, mas as vezes cantar músicas de outros estilos, experimentar coisas novas.

Como foi gravar um videoclipe em parceria com a sua irmã gêmea?

Para mim foi ótimo. Minha irmã quer ser atriz, então a gente decidiu fazer o clipe “Perfeitinha” com ela e foi muito legal. Deu tudo certo.

Você teve o incentivo do seu pai para começar a carreira de cantor?

O meu pai não me incentivou, não fez nada. Eu me incentivei, eu sempre quis cantar. Eu sempre quis cantar na minha vida, eu nasci com essa escolha. Meu pai não me motivou, mas ele sempre me apoiou em tudo que eu quis fazer.

Como foi ter as participações do seu pai Bruno, no hit “Meio Caminho Andado”, e em “Tijolinho”, de Leonardo e Zé Felipe também?

Foi uma honra. Eles são estourados, né? Meu pai, o Leonardo, o Zé Felipe, e foi uma honra. Eles são referências do sertanejo, para mim, para qualquer um na música.

Siga a @RSCountryBR nas redes sociais e não perca nada do universo country e sertanejo.