Rolling Stone Country
Internacional » "The Devil"

Paul English, baterista de longa data de Willie Nelson, morre aos 87 anos

Conhecido por seu estilo extravagante e diabólico, English foi imortalizado na canção autobiográfica "Me & Paul", de Nelson

JOSEPH HUDAK, ROLLING STONE COUNTRY EUA Publicado em 14/02/2020, às 11h15

Paul English nasceu em 1932 na cidade de Vernon, Texas
Paul English nasceu em 1932 na cidade de Vernon, Texas - Rick Diamond/Getty Images

Paul English, o baterista de longa data de Willie Nelson , imortalizado na música "Me & Paul", morreu aos 87 anos. O empresário de Nelson confirmou a morte de English à Rolling Stone EUA.

Nascido em 1932 em Vernon, Texas, English juntou-se à banda TheFamily de Nelson em 1966 e continuou a tocar com ele até sua morte, compartilhando o trabalho de percussão com o irmão mais novo, Billy English.

+++Leia Mais: Documentário da Taylor Swift na Netflix é criticado por site americano: "Última oportunidade de se reinventar"

Conhecido por seu estilo difícil, mas extravagante, English não era apenas o baterista de Nelson, mas também seu parceiro e guarda-costas. Em um artigo de 2015 da Oxford American, Joe Nick Patoski escreve sobre as muitas vezes que English se envolveu em brigas na estrada, muitas vezes puxando a pistola calibre 22 que mantinha na bota. "Se você está escrevendo músicas sobre atirar em pessoas", disse o filho de English, Paul Jr. a Patoski, "é bom ter um cara que atirou em pessoas no palco com você". 

Mesmo sem uma arma na mão, English era uma figura imponente. No palco e fora dele, ele adotou a persona de "O Diabo", com pelos faciais ameaçadores, vestindo-se inteiro em preto e ostentando uma capa de cetim que atualmente está consagrada no Hall da Fama da Música Country e  na exibição dos anos 70 “Outlaws & Armadillos: Country’s Roaring" do museu.

+++Leia Mais: Keith Urban explica porque as estrelas country estão se reunindo em Las Vegas para longas turnês

O próprio Nelson ajudou ainda mais a imagem malandra de English, escrevendo a música "Devil in a Sleepin 'Bag" para o álbum Shotgun Willie, de 1973 .

"Se eu não tivesse ido com Willie, estaria na penitenciária ou morto", disse English à Rolling Stone EUA em 2014, ex-líder de gangue e cafetão. "Eu estava dirigindo garotas e tocando música ao mesmo tempo".

+++Leia Mais: As 10 músicas country mais famosas que Taylor Swift já gravou

A ode mais famosa de Nelson para English, no entanto, é "Me & Paul", a autobiográfica canção de estrada de 1971 do Yesterday's Wine, que documenta as muitas desventuras dos amigos, desde apreensões de drogas em Laredo, Texas, até descargas no aeroporto de Milwaukee. "Eles disseram que parecíamos suspeitos/ mas acredito que eles gostam de implicar comigo e Paul", cantou Nelson. A faixa também foi incluída no álbum country de 1976, Wanted! The Outlaws, e Nelson regravaria a música como faixa-título de seu 32° esforço de estúdio em 1984.

Depois de trocar a monstruosa bateria de cromo que usou nos anos setenta por um kit de coquetéis, uma bateria sutil de English definiu os concertos posteriores de Nelson. Aqueles sons soltos e livres onde medleys e explorações instrumentais se tornaram a assinatura da TheFamily.

+++Leia Mais: Taylor Swift bate recorde de Michael Jackson e se torna a maior vencedora do AMAs

English sofreu um pequeno derrame em 2010, mas continuou em turnê, retomando o papel de "homem do dinheiro" do chefe até poder voltar atrás da bateria ou tocar uma percussão.

Em sua autobiografia de 2015, "It’s a Long Story: My Life" , Nelson lembrou de English como um guardião sempre presente e como um parceiro no crime. "Selvagem e esperto Paul", escreveu ele, "que sempre me protegeu e me tirou de mais problemas do que eu gostaria de lembrar".

 

Siga a @RSCountryBR nas redes sociais e não perca nada do universo country e sertanejo.