Rolling Stone Country
Internacional » Country

Elvis Presley gravou uma música de Charlie Daniels, ícone country que morreu segunda, 6; saiba mais

O rei cantou Daniels "It Hurts Me", de Daniels, em 1964

Stephen L. Betts Publicado em 12/07/2020, às 10h00

Elvis Presley e Charlie Daniels
Elvis Presley e Charlie Daniels - Reprodução/ Instagram

Charlie Daniels era sinônimo de música country e rock do sul dos EUA. Uma década antes de marcar um avanço comercial como artista com o sucesso pop de 1973 "Uneasy Rider", o nativo da Carolina do Norte viveu uma reviravolta quando uma balada pop que ele co-escreveu, chamada "It Hurts Me", foi gravada por Elvis Presley.

+++ Leia Mais: Charlie Daniels, estrela country norte-americana, morre aos 83 anos; saiba mais

Daniels, que morreu na segunda, 6, aos 83 anos após um derrame hemorrágico, raramente tocou a música ao vivo, mas no clipe acima, retirado de uma apresentação de 2018 no Biloxi, no IP Casino do Mississippi, ele antecede a música explicando que o nascimento de Presley em 1935, em Tupelo mudou, o curso de sua própria vida, quando o Rei do Rock & Roll gravou a música no RCA Studio B.

Daniels menciona no vídeo que o ano era 1963, embora fosse realmente 12 de janeiro de 1964, quando Presley realizou uma sessão que rendeu sua versão da melodia. Uma versão diferente, do pouco conhecido cantor de soul Jerry Jackson, foi realmente gravada em julho de 1963.

De acordo com os créditos da música, "It Hurts Me" foi escrita por Charles E. Daniels e Joy Byers - mas na verdade foi o marido de Byers, o compositor e produtor Bob Johnston, que co-escreveu a música.

+++ Leia Mais: Ennio Morricone, compositor de filmes do subgênero 'faroeste espaguete', morre aos 91 anos

Como Presley, Johnston também teria um papel fundamental na vida de Daniels, encorajando-o a se mudar para Nashville para conseguir trabalho como participante de uma sessão.

Daniels ouviu e, ao chegar em Nashville, começou a trabalhar com Johnston no estúdio, elaborando um currículo que incluía o LP Nashville Skyline de Bob Dylan em 1969. Embora famoso mais tarde na vida, principalmente por tocar violino, ele contribuiu com baixo e guitarra para esse LP e também tocou em outras sessões de Dylan, gravadas na Music City, bem como no álbum de 1970 de Ringo Starr, Beaucoups of Blues.

Siga a @RSCountryBR nas redes sociais e não perca nada do universo country e sertanejo.